O famoso telefone sem fio! Lá na infância com a saudosa Professora Terezinha Longo, fizemos este experimento na escola.

Formávamos uma fila e repetíamos uma frase longa, no pé do ouvido, do colega ao lado.

Ao final ríamos ao comparar a frase inicial, com aquilo chegava ao final.

As vezes meras sutilezas, outras completamente diferentes.

Isso se dá, não só pelo ruído na comunicação, que consiste em não escutar ou falar de maneira audível.

Mas principalmente pelas nossas percepções e crenças.

Uma pessoa com uma visão negativa da vida, pode ter a sua crença reforçada e validada a sua visão de mundo, se “incrementar” um pouco mais, uma notícia ruim.

Pessoas com determinada inclinação política, podem ser motivadas a olhar mais atentamente as limitações dos opositores e relativizar suas qualidades.

Veja bem, os fatos não mudam, mas sim o “posição” do observador.

Isto é muito Psicologia cognitiva, ciência que essencialmente se dedica a pesquisar as percepções e suas distorções.

Antoani Werner Morelli é Psicólogo clínico e atende online e em Balneário Camboriú – CRP 12-16602 e WhatsApp 47 9 8822 1970.